logotipo ence

 

Agenda de Eventos Externos
Horário
Seloge.
processo_seletivo.
SAS
1/5 
start stop bwd fwd

 
 
 Coral Dez 19
 

Defesa de Tese de Antônio Etevaldo Teixeira Júnior

 ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Tese

Aluno: Antônio Etevaldo Teixeira Júnior

Data: 28 de Fevereiro de 2020 – Sexta-Feira

Horário: 09:30h

Local: Ence - Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 306 – Bairro de Fátima

Resumo: A amostragem é uma ferramenta muito importante no contexto da produção de estatísticas públicas. Entretanto, um de seus métodos, a Amostragem Bidimensional (AB) nunca foi aplicada com este objetivo em pesquisas realizadas no Brasil. A AB é um método capaz de selecionar amostras em caso de inexistência de cadastros completos das unidades elementares da população de pesquisa. Sua teoria ainda não contempla diversos métodos comumente utilizados na amostragem unidimensional. Na Europa, a AB é aplicada por dois importantes produtores de estatísticas públicas (Statistics Sweden e l’Institut National d’Études Démographiques) em planejamentos amostrais de pesquisas socioeconômicas com populações alvo muito distintas: uma pesquisa de índices de preços ao consumidor na Suécia; e um estudo de coorte de nascidos na França. No Brasil existem várias pesquisas com o objetivo estimar indices de preços e uma pesquisa que tem como população alvo puérpuras, população semelhante à da pesquisa francesa. Todavia, nenhuma delas faz uso de AB. Devido à existência de lacunas na teoria da AB, de sua recente aplicação em pesquisas europeias e à existência no Brasil de pesquisas que podem se beneficiar de sua aplicação, esta tese teve como objetivo contribuir no desenvolvimento de estimadores de regressão sob AB e ilustrar sua possível aplicação na pesquisa de Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Getúlio Vargas e na Pesquisa Nascer no Brasil. Os resultados foram comparados com os da Amostragem Conglomerada, método utilizado nessas pesquisas e que também permite a seleção de amostras por meio de cadastros parciais. As comparações da eficiência dos dois métodos foram realizadas mediante a mensuração de efeitos do plano amostral (EPA) bidimensional em relação ao plano conglomerado. O principal resultado verificado foi que a inclusão de estratificação nos planejamentos amostrais da população de nascimentos surtiu efeito positivo nos EPAs, quando comparado com os planos sob AAS. Entretanto, no contexto da produção de índice de preços ao consumidor não foi verificado o mesmo efeito.

Palavras-chave: Índice de preços ao consumidor, população bidimensional; amostragem conglomerada, efeito do plano amostral.

Banca examinadora:

Dr. Pedro Luis do Nascimento Silva (ENCE/IBGE) - Orientador

Dr. Maurício Teixeira Leite de Vasconcelos (ENCE/IBGE)

Dr. José André de Moura Brito (ENCE/IBGE)

Dr. Cristiano Ferraz (UFPE)

Dr. Fernando Antonio da Silva Moura (UFRJ)

Coordenação de Pós-Graduação

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro