logotipo ence

 

Processo Seletivo 2021.
Segundo semestre de 2020.
Núcleo ENCE Covid-19
Agenda de Eventos Externos
Horário
Seloge.
processo_seletivo.
SAS
1/8 
start stop bwd fwd

 
 
 
atividades
 
 
 
 
ico rbe.fw
 
 

Nota de falecimento

 Prezados docentes, funcionários e discentes,

 É com profunda tristeza e pesar que comunico o falecimento do Prof. Djalma Galvão Carneiro Pessoa, no dia de hoje, 1º de agosto de 2020, aos 79 anos de idade.
   O Prof. Djalma foi um mestre para todos nós, com uma generosidade infinita na transmissão do conhecimento, em nos auxiliar em dúvidas e questões diversas relacionadas à Estatística, e também em nos ensinar em suas ações como um professor deve exercer o seu ofício. Ele foi um educador por excelência.
  O Prof. Djalma dirigiu a ENCE em um dos períodos mais difíceis de sua história, soube tirá-la da crise que a ameaçava de extinção e pavimentou o caminho da renovação que tornou possível a modernização da graduação em Estatística, a consolidação do papel da ENCE na capacitação de servidores do IBGE e o resgate da prática da pesquisa nesta Escola, que mais tarde facilitou a criação do curso de mestrado em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais da ENCE em 1998, que atualmente, com a implantação do Doutorado em 2015, chama-se Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em População, Território e Estatísticas Públicas. Ele dirigiu a ENCE de outubro de 1986 até a sua aposentadoria em 1995, com um breve período de afastamento, enquanto esteve à frente da então Diretoria de Planejamento e Coordenação do IBGE, entre junho de 1992 e outubro de 1993.
 A partir de 1997 passou a ser Consultor do IBGE em atividades ligadas ao desenvolvimento e à aplicação de metodologias estatísticas, ao ensino e à pesquisa. Nessa função de consultor, colaborou decisivamente na realização do Censo Demográfico 2000, tendo orientado diversos projetos relacionados com aplicação de métodos estatísticos inovadores neste censo. Além de ter colaborado na orientação profissional de diversos estatísticos jovens que ingressaram no IBGE neste período, dando a estes a necessária segurança para inovar nas aplicações e avanços propostos, sem perder de vista o rigor e cuidado necessários no caso de aplicações do porte das requeridas no Censo Brasileiro.
 O Prof. Djalma exerceu também diversos outros papéis importantes para a sociedade e, principalmente, para a Estatística no Brasil.
 Ele foi o líder do grupo que fundou a Associação Brasileira de Estatística - ABE, sendo o sócio número 1 da ABE. Também presidiu a diretoria responsável pela instalação da Associação, entre 1984 e 1986. Todavia, muito antes disso, esteve diretamente envolvido com a criação e implantação do Simpósio Nacional de Probabilidade e Estatística – SINAPE, como o principal congresso da área de Estatística e Probabilidade no Brasil, tendo sido membro da comissão organizadora do 2o SINAPE. Além disso, ele contribuiu de forma decisiva para a implementação de vários programas de pós-graduação em Estatística no Brasil.
 O Prof. Djalma foi um dos primeiros doutores em Estatística formados no exterior, na Universidade da Califórnia-Berkeley/EUA (1970).
 Ele sempre foi um entusiasta pelo saber, e desenvolveu grande interesse pelo uso de sistemas de computação estatística de código aberto. Após se aposentar, aprendeu o software R e passou a disseminar essa ferramenta através de cursos e do desenvolvimento de bibliotecas de funções especializadas para analisar dados de pesquisas amostrais complexas. Ele foi um dos precursores do uso do R no Brasil.
 Pessoalmente, tive o privilégio de tê-lo em minha banca examinadora quando fiz o concurso público para pesquisador da ENCE/IBGE, embora confesso que tenha ficado apavorada com isso, pois sabia do rigor e do grau de exigência que seriam demandados e, tive insegurança de não dar conta.
 Por obras do destino, atuei juntamente com ele em uma banca de concurso público para pesquisador da ENCE. Naquela ocasião, pude constatar o quão grande era aquele profissional, na humildade, na colaboração, em estar sempre disponível, no fornecer do seu saber, no profissionalismo e no cumprimento dos horários e prazos. Foi um privilégio trabalhar com um sênior da dimensão dele.
 A vida reserva surpresas boas. Em 2018,  fui convidada a prestar uma homenagem a ele no III Seminário Internacional de Estatística com R. Neste evento pude conversar mais longamente com ele antes e após a homenagem. O discurso dele após a minha fala foi muito bonito. Coisas que ficarão para sempre em minha memória e no meu coração.
 Em nome da ENCE, deixa-se aqui o nosso agradecimento ao Prof. Djalma pelo seu legado, por tudo que fez pela ENCE, pelo IBGE e por toda sua contribuição à Estatística no Brasil.
   A ENCE leva a sua solidariedade à família, aos amigos e todas as pessoas que tiveram o privilégio de conhecer o Prof. Djalma

Maysa S. de Magalhães
Coordenadora Geral da ENCE.

 

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro